Melhor

Por que é difícil namorar no país europeu com a maior proporção de solteiros

Casal procura 21004

Gostaria de receber as principais notícias do Brasil e do mundo? Aos 20 anos, eu queria um homem rico. O tipo de personalidade que nunca convenceria ninguém a lhe dar um emprego bem remunerado. O sucesso que eu fiz no quesito amor, naqueles tempos em que vestia o uniforme de sonsa deslumbrada, eu jamais farei de novo na vida. Aquele estilo que invade acostamento na estrada porque se acha bom demais para ficar parado no trânsito. Mas eu tinha 20 e poucos anos, e uma hora eu fiz 20 e muitos, e depois 30, e agora Com a idade, aprendi a substituir fases por relações e personagens por amores. Dito isso, nunca nenhum deles foi mais importante que o meu trabalho.

Independente e solitário?

O tema é dos mais polêmicos. Estamos acostumados com o fato de homens pagarem mulheres para manter relações sexuais com elas ou simplesmente para tê-las como companhia. Cada vez mais, mulheres com poder econômico mais alto gastam dinheiro para ter uma companhia masculina ao seu lado. Amor é conveniente e vem depois. Tenho um filho de 20, que foi pra Nova York estudar. Antes, frequentei o Parceiro perfeito e o Tinder. Acho que por isso aprendi a me divertir com os mais jovens. Gosto de homens que tem entre 28 e 30 anos.

Casal procura homem 61503

Todo Portugal

Nome, Alamy. A ideia de namorar na Suécia pode evocar fantasias românticas, quanto jantares à luz de velas em apartamentos nórdicos minimalistas ou caminhadas na neve na companhia de parceiros que gostam da natureza e têm corpos esculturais. A realidade para profissionais expatriados que moram no país e esperam encontrar ali sua cara-metade, no entrementes, é outra. Fim do Talvez também te interesse. Crédito, Getty Images. Mesmo mesmo na capital Estocolmo, que vive uma grande crise habitacional, ainda é mais barato morar sozinho do que em outras grandes cidades que atraem talentos internacionais, como Londres ou San Francisco. Para estrangeiros como a brasileira Raquel Altoe, de 34 anos, a singularidade de trabalhar em uma das sociedades com mais solteiros do planeta tem uma desvantagem distinta. Crédito, Raquel Altoe.

Leave a Reply

Your email address will not be published.