Melhor

Projeto Manhattan

Mulheres para 46306

Assista ao depoimento de Denise Kiernan e confira também imagens dos testes atômicos feitos no deserto americano:. Naquele momento, a jovem que se recusava a estragar os sapatos novos começava a tomar parte em uma experiência que resultaria no extermínio de milhares de pessoas. Recém-lançada nos EUA, a obra conta como jovens do país inteiro foram recrutadas para as mais diversas funções no Site X, onde passariam a morar e a trabalhar em um dos três complexos do Clinton Engineer Works. Cada um deles usava técnicas diferentes para enriquecer o urânio a ser enviado ao Site Y, no Novo México, onde cientistas construíam as ogivas. As trabalhadoras começaram a chegar ao Site X em De faxineiras a cientistas, elas eram maioria no local, mas proibidas de alugar casas — coisa que só os homens podiam fazer — e tinham de viver em pequenos dormitórios. Mas muitas vinham da zona rural e tinham apenas o ensino médio. Especialistas em enriquecimento de urânio, todos com Ph. E elas se saíam melhor que eles próprios, executando o trabalho com maior agilidade.

Emiko Okada

Neste domingo 9 , foi dia de lembrar Nagasaki. Essas pessoas carregam restante do que simplesmente as marcas do tempo. Elas têm as lembranças vivas de um dos mais duros momentos da história. Mais de mil pessoas morreram e outras milhares ficaram marcadas para sempre. Tanto em Nagasaki quanto em Hiroshima, quem escapou da tragédia nuclear é chamado de hibakusha, que significa sobrevivente da bomba. Hibakushas estavam nas cidades no dia dos ataques, ou chegaram até 14 dias depois, mas ficaram a uma distância de até dois quilômetros do ponto cêntrico das explosões. Pela primeira vez, brasão nucleares eram usadas num conflito. Quanto afetaria o corpo humano, as células? O acompanhamento é feito num nosocômio da Cruz Vermelha.

Teruko Ueno

Nome, Getty Images. Uma das maiores tragédias da humanidade ocorreu nos dias 6 e 9 de agosto de Fim do Talvez também te interesse. Teruko tinha 15 anos quando sobreviveu à bomba atômica em Hiroshima em 6 de agosto de Nome, Lee Karen Stow. Teruko Ueno no Hospital da Cruz Vermelha de Hiroshima como enfermeira alguns anos após a bomba atômica à esquerda e em Teruko ajudou a combater as chamas, mas muitos de seus colegas morreram no incêndio.

As garotas que fizeram a bomba

Filadélfia, Pensilvânia. Hamlet Carolina do Norte. Burnsville Minnesota. Condado de Westchester, Nova Iorque. Derby, Kansas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.