Namorar

11 filmes de época que retratam mulheres fortes

Casada atender 59257

A resposta? Numa delas, os estudiosos definiram os quatro tipos mais comuns de relações entre eles e elas. Dispostos a descobrir isso, uma equipe de professores da Universidade de Wisconsin-Eau Claire, nos Estados Unidos, realizou uma pesquisa com adultos, com idades entre 18 e 52 anos, que mantinham amizade com pessoas do sexo oposto.

VEJA TAMBÉM

E nem sempre se tratava de violência física, mas havia a patrimonial, a psicológica… Em paralelo, temos visto cada vez mais casos de feminicídio. Isso foi me incomodando, porque acredito que elas têm plenas condições de se proteger e de escolher uma viver diferente. Esse livro é um atentamente para elas entenderem como funcionam os abusos, mas também é para os homens.

Treinamento?

No início do século 20, as mulheres ainda eram impedidas de votar no Reino Unido. O filme causou polêmica quando seu roteirista mencionou que um produtor de Hollywood queria que Harriet, uma personagem negra, fosse vivida pela atriz branca Julia Roberts. Juntos, os dois tomam o poder e iniciam uma verdadeira reforma iluminista na Dinamarca. Ao chegar à sua casa, descobre uma mulher livre, que bebe, fuma e faz sexo sem se importar com os padrões da época. Uma das artistas mais famosas da contemporaneidade, Frida Kahlo Salma Hayek foi também uma mulher de personalidade forte. O filme resgata a história de sua vida no México, seu casamento abertura com o também artista Diego Rivera Alfred Molina e os muitos relacionamentos com outros homens e mulheres, incluindo Leon Trotsky Geoffrey Rush. Em uma escola conservadora nos Estados Unidos dos anos 50, a professora de arteirice Katherine Watson Julia Roberts busca estimular suas alunas a pensar de método diferente.

Leave a Reply

Your email address will not be published.